quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Um copo meio... o excesso e a escassez ( liquido a mais e liquido a menos). Porque muda o nivel de água se mudarmos para recipientes de diferentes formas?

Janeiro

Quinta feira dia 30

Estamos quase no final do mês, foi apresentado hoje o mês de Fevereiro. Vimos que há uma amiga que faz anos no dia 11, a Aida.

A experiência de hoje deriva de uma observação feita há semanas atrás quando descobrimos a dissolução. Muitos meninos não sabiam pôr liquido até meio de um copo.

Precisámos de um copo para cada menino e várias garrafas de água.

Desta vez não se colocaram questões nem se deram hipóteses. Cada criança teria que experimentar.

As garrafas foram passando de mão em mão e os copos foram adquirindo  liquido. As crianças de  5 e 4 anos colocaram a água em níveis aceitáveis, os meninos de 3 anos ora tinham água a mais, ora água a menos. Mas todos diziam que o copo estava a meio.

Foi pedido a ajuda dos amigos mais velhos. Que fazer quando a água estava para além do meio do copo? O Pedro Branquinho resolveu o problema retirando a água para uma tigela.
Nos casos em que a água era insuficiente para chegar a meio do copo o David acrescentou.
 Eis os registos:




 Depois de todas as situações corrigidas, passámos a mais uma situação. Com o copo meio de água deitámos num recipiente estreito e o mesmo copo meio de água deitámos noutro recipiente mais largo.

 Que observaram as crianças?

- A maioria achou que o copo mais estreito tinha mais água.
- Uma criança apenas achou que os dois copos tinham a mesma água mas um era mais "magro"!

As outras atividades que decorreram na sala continuam a processar-se de forma  rotativa.
A casa das bonecas está no apogeu assim como o centro de saúde. Prometeu a educadora arranjar um "mapa" com o corpo humano para aquele espaço.

As crianças de 4 e 5 anos já utilizam os jogos de regras de forma autónoma.

As crianças mais velhas têm vindo a brincar com a palavra. Duas crianças descobriram a lógica da leitura sendo uma bastante fluente na leitura de palavras compostas de silabas simples.










Sem comentários:

Publicar um comentário